Hipotireoidismo – Tratamento

11

É indispensável tratar o hipotiroidismo, pois a falta de tratamento pode ocasionar sérios danos para a saúde. Os riscos da falta de tratamento diferem de pessoa para pessoa. Nos recém-nascidos (hipotireoidismo congênito), o tratamento imediato é fundamental para prevenir o retardo mental, atraso no crescimento e outras anormalidades importantes. Esta é a razão pela qual todos os recém-nascidos devem ser submetidos ao “Teste do Pezinho”.

Crianças e adolescentes com hipotireoidismo podem ter seu desenvolvimento mental e físico seriamente comprometidos se não forem prontamente tratados.

Nos adultos, as conseqüências do não tratamento do hipotireoidismo podem provocar considerável desconforto ou incapacidade. Se o hipotireoidismo for acentuado, o não tratamento pode resultar em alterações mentais e cardíacas de maior gravidade.

Como a maioria dos casos de hipotireoidismo resulta de danos irreversíveis da glândula tireóide, não existe tratamento que proporcione cura definitiva.
A reposição hormonal é o tratamento de escolha do hipotireoidismo e visa repor o hormônio que a tiróide doente não consegue produzir. O hormônio sintético da tireóide usado no tratamento é chamado de levotiroxina sódica.

Sintomas do Hipotireoidismo

Como o hormônio da tireóide afeta praticamente todas as células do corpo, a pessoa com hipotireoidismo pode apresentar uma grande variedade de queixas:

  • Cansaço;
  • Depressão;
  • Pele ressecada;
  • Cabelos ressecados;
  • Unhas quebradiças;
  • Constipação intestinal (prisão de ventre);
  • Anemia;
  • Fadiga;
  • Perda de apetite;
  • Aumento de peso;
  • Menstruação irregular ou ausente;
  • Tornozelos e rosto inchados;
  • Colesterol elevado.

DURAÇÃO DO TRATAMENTO

A levotiroxina funciona no organismo exatamente como o hormônio natural da tireóide. É indispensável tomar os comprimidos de levotiroxina diariamente, em jejum, de manhã cedo, para que o objetivo seja alcançado.

Para a grande maioria dos pacientes, o hipotireoidismo é definitivo, portanto, o tratamento deverá ser realizado por toda a vida.

DOSAGEM

A quantidade necessária de levotiroxina varia de pessoa para pessoa. O médico solicita exames sensíveis de laboratório para determinar a melhor dosagem de levotiroxina. Pode levar alguns meses para ajustar a dose da medicação. É importante não se desencorajar! Assim que a dose estiver ajustada, o médico provavelmente solicitará exame de TSH a cada 6 ou 12 meses.

MELHORA GADUAL DO HIPOTIEOIDISMO

Os sintomas do hipotireoidismo não desaparecem assim que se inicia o tratamento com hormônio da tireóide. Com a manutenção do tratamento, tomando os comprimidos de Levotiroxina diariamente, haverá uma lenta e progressiva melhora na aparência e bem-estar. Mesmo com um hipotireoidismo acentuado, alguns meses após o tratamento haverá alívio dos seus sintomas. Mas é importante lembrar que o fato de sentir-se melhor não deve implicar na suspensão da reposição hormonal! Isso porque os comprimidos tomados diariamente substituem o hormônio que a tireóide não fabrica em quantidades suficientes e a suspensão do medicamento poderá causar o retorno dos sinais e sintomas da doença.


8 de abril de 2010 |

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>